Segunda-feira, 18 de Julho de 2011

SBSR2011: Música

Meco, Sol & Rock N'Roll era o mote para o festival. Já no dia em que cheguei ao trocar o bilhete pela pulseira era precisamente essa a mensagem que aparecia a letras brancas em fundo vermelho na dita pulseira.

Eu e mais 2 amigos chegamos à Herdade do Cabeço da Flauta eram cerca de 22h30 de quarta feira, felizmente mais 3 amigos tinham chegado de comboio ao campismo ao início da tarde e então já tínhamos as tendas montadas e tudo, o que facilitou muito as coisas.

O parque de campismo que mais não é que uma zona vedade num pinhal com algumas sombras e terreno arenoso, revelou-se muito pequeno para a quantidade de campistas que lá passaram. O recinto do festival em si também era forrado a areia e portanto tornou a convivência com o pó uma realidade constante ao longo dos dias.

Em termos de música não vi tantas coisas como queria sobretudo devido a problemas de jantares e transito, mas ainda assim não falhei aqueles que achei mais importantes. Vi no primeiro dia o surpreendente Nicolas Jaar, acompanhado por mais 3 músicos na tenda electrónica. Foi sem dúvida o concerto revelação do SBSR. Depois ainda lá andei a vaguear durante Beirut mas não me cativou nada. Finalmente e 10 minutos mais cedo que o marcado os Arctic Monkeys entram em palco e dão um dos melhores concertos do SBSR. Gostei mesmo muito de ouvir a Brianstorm a abrir e lá pelo meio a mais recente "Don't Sit Down Cause I've Moved Your Chair" revelou-se uma das melhores músicas do concerto. Depois deste concerto fomos à tenda abastecer e meia trupe voltou para ver um pouco de James Murphy. Como era o único concerto àquela hora, juntou-se muita gente numa tenda não muito grande e com muito fumo no ar e não era areia nem pó... Ainda fiquei lá um bocadito mas não até ao fim...

No dia seguinte devido ao trânsito tivemos de deixar o carro em Alfarim e fazer o percurso a pé até ao recinto. Este percalço levou-me a prescindir do jantar feito no campismo e também do concerto de B Fachada. De qualquer forma consegui chegar a tempo de ver o Tigerman Paulo Furtado. Já vi este homem tantas vezes que já perdi a conta, quer neste projecto, quer com os Wraygunn e a verdade é que nunca canso de o ver e ouvir. Mais uma vez grande concerto. Depois com a trupe novamente reunida juntamo-nos para assistir a Portishead, o que devido ao grande número de pessoas dentro do recinto foi uma tarefa quase hercúlea encontrar um bom local para ver e ouvir o concerto. Apesar das fracas condiçoes do sítio onde estavámos ainda consegui sentir um pouco a energia da música dos Portishead e fiquei a achar que um concerto deles numa grande sala de espectáculos deve valer muito a pena. Por fim após o concerto aproveitamos a movimentação das pessoas para nos aproximarmos do palco e encontrarmos um local melhor para assistir à banda que me facilitou a escolha pelo SBSR, os Arcade Fire. Efectivamente foi o concerto que mais ansiava e no final também aquele gostei mais. Acho que as músicas ao vivo ainda ganham mais energia e força que nos discos e a performance da banda é mesmo cantagiante. Ajudou também o facto de ser o concerto em que conhecia melhor o reportório e então facilitou muito no momento de saltar e trautear durante todo o concerto. Pese embora tudo isto gostaria de ter ouvido ainda mais músicas do mais recente album "The Suburbs", um dos meus companheiros nas idas ao ginásio eheh Com a caminhada para o campismo, não deu para mais, fomos até à tenda para socializar e acabamos por já não sair de lá...

Chegados ao último dia de concertos, este dia regressamos mais cedo ao campismo e recinto para não sofrer do transito como no dia anterior. Com os camaradas a preparar o jantar fui assistir a X-Wife, uma das minhas bandas nacionais favoritas. Também ja assisti a um punhado de concertos deles e continuo a adorar. Neste apesar de mais curto e ainda com o sol a raiar conseguiu cativar a malta e fazer um concerto interessante. Depois regressei à tenda e voltamos todos juntos para assistir a Slash e The Strokes. Visivelmente menos gente que no dia anterior, o que por si foi óptimo. Tanto Slash como The Strokes não são muito conhecidos para mim, mas mesmo assim do que conhecia estava com altas expectativas. Efectivamente em Slash até foram superadas. Apesar de não ser totalmente a minha praia o rock proporcionado por Slash e companhia é cantagiante e depois quer se queira quer não, ver o Slash a tocar guitarra é qualquer coisa de fantástico, mesmo quem não aprecia guitarras não consegue ficar indiferente àquela performance. Adorei o concerto, com o momento mais alto em Sweet Child of Mine, e gostei muito de ver o velhote a divertir-se imenso, notava-se que era genuíno e que estava mesmo a apreciar e desfrutar do momento. Após o concerto fui urinar e ainda consegui ouvir Post Break Up Sex dos The Vaccines no palco EDP, momento funny... Depois como de costume aproveitamos a movimentação das pessoas para avançar mais um pouco e ficar num local mais à frente, por sinal o local mais próximo do palco em que ficamos de todo o festival. O que veio a revelar-se pior, com mais gente, menos visibilidade e mais pó... De qualquer forma The Strokes deram um concerto bom até. Como disse não sou muito conhecer da música deles, mas do que ouvi gostei, sendo certo que vibrei naquelas mais conhecidas. Contudo ficou um pouco amargo de boca pois foi um concerto relativamente pequeno e sem direito a encore, o que provocou uns assobios no público. Fora isso até foi bom... Depois ainda estivemos um pouco pelo recinto a passear mas acabamos por regressar ao campismo para beber o resto das cervejas e whisky e Ricardo Villalobos também vai ter de ficar para uma próxima...

Em termos de música foi assim, quanto ao resto dou conhecimento mais à frente para não extender ainda mais o post.

:D


publicado por Ruy A... às 14:28
link do post | favorito
De myotherside a 19 de Julho de 2011 às 22:11
vende-me a t-shirt!!!! please xD


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.E-mail me

ruy_angel@sapo.pt

.posts recentes

. João M. para Miguel Vieir...

. DSECTION Magazine

. Adoro!

. WC freaks

. New Guilty Pleasure 2

. Back again!

. New Guilty Pleasure

. Foo Fighters

. Paradise

. Gay vs Straight

.últ. comentários

Para excelentes momentos de prazer intenso, basta ...
Apesar de a cidade de Braga ser um bom bocado maio...
ola,desculpa-me mas tinha umas préguntas,hà lesbie...
Há um bar gay em Braga. O BEBEDERU'S BAR junto do ...
Andas desaparecido...
Lindo tudo de bom este cara!!!
Em suma, que se foda a moda.. tu queres é ver as i...
Parece ser um projecto interessante.Obrigado pela ...
Mas quem não adora? Só se for parvo...
vem... 19 de Março Coliseu Portoo último album é d...

.links